Faça uma simulação com o Pravaler Icone seta
Quais são os cursos menos concorridos no Sisu? Quais são os cursos menos concorridos no Sisu?

Quais são os cursos menos concorridos no Sisu?

Quem não conseguiu uma nota tão boa no Enem, ainda tem chance de ingressar em uma universidade pública pelo Sisu. Isso porque há cursos fáceis, ou seja, que são menos concorridos. O Sistema de Seleção Unificada seleciona milhares de estudantes para ocupar as vagas das universidades públicas de todo o país.

São milhões de estudantes inscritos no Sisu, por isso ele é considerado um processo seletivo bastante concorrido, principalmente quando falamos daqueles cursos mais populares, como Medicina e Direito.

E mesmo quando se trata de cursos menos concorridos no vestibular, há aqueles muito promissores para o seu futuro profissional, tais como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Mineração, Gestão Hospitalar, Zootecnia, Turismo e Pedagogia.

Ficou interessado? Então confira aqui quais são os cursos menos concorridos no Sisu!

Quem pode participar do Sisu?

Primeiramente, é importante saber que o Sisu (Sistema de Seleção unificada) é gerenciado pelo MEC (Ministério da Educação). Ele é um portal informatizado e a é principal ferramenta de ingresso ao ensino superior público das instituições que participam desse método de seleção. Para isso, é considerada a nota do Enem e não é necessário ter limite de renda – qualquer pessoa que cumpra o requisito do Enem pode se inscrever no Sisu, independentemente de sua condição financeira.

Portanto, para participar do Sisu, é preciso ter feito a última prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), ter conseguido uma nota maior que zero na redação e não ser considerado treineiro Enem (aqueles candidatos que ainda não terminaram o ensino médio e fazem a prova só para ver como estão seus conhecimentos).

Não há restrição de nota para participar do Sisu, mas algumas instituições podem dar pesos diferentes e exigir notas mínimas para determinados cursos. Por exemplo: um curso de Química pode dar um peso maior à nota de Ciências da Natureza do Enem. Um curso de Medicina também pode definir uma média mínima igual ou superior a 560 pontos e nota mínima em Ciências da Natureza igual ou superior a 400 pontos.

Cursos menos concorridos no Sisu

Antes de conhecer quais são os cursos menos concorridos do Sisu, é importante entender a lógica por trás desse processo seletivo. Aqui tudo é um pouco diferente do modelo utilizado em vestibulares tradicionais.

Primeiro de tudo, o Sisu não tem um número fixo de candidatos por vaga, o que torna mais difícil fazer uma listagem dos mais e dos menos concorridos. Além disso, nesse sistema, é possível escolher qualquer curso disponível e mudar de opção sempre que quiser (enquanto durarem as inscrições) – e isso torna o processo mais imprevisível a cada edição.

Nota de corte do Sisu

Quando falamos em cursos menos concorridos no Sisu, quer dizer que estamos nos referindo àqueles com notas de corte abaixo da média. A nota de corte do Sisu é a nota mínima do Enem necessária para conseguir determinada vaga pelo Sisu.

As notas de corte variam bastante a cada edição do Sisu, devido a fatores como número de vagas disponíveis, desemprenho dos concorrentes no Enem e universidade onde o curso é oferecido. Mesmo assim, é possível identificar as graduações mais fáceis de passar, de modo geral.

O segredo é ficar o tempo todo monitorando as notas de corte parciais (e mudar de opção, caso perceba que não vai ter chance de entrar no curso escolhido). O Sisu divulga as notas de corte parciais diariamente, enquanto estiverem abertas as inscrições.

Os cursos menos concorridos do Sisu têm notas de corte próximas a 450 pontos, enquanto a pontuação média necessária para conseguir uma vaga na maioria das graduações fica em torno de 680 pontos.

É importante lembrar que cursos mais concorridos, como Medicina, Odontologia e Direito, podem ter notas de corte acima de 850 pontos, dependendo instituição e modalidade da vaga (ampla concorrência ou cotas).

É necessário saber que, além da nota de corte, a concorrência pode variar de acordo com outros fatores, tipo:

  • A universidade onde o curso é oferecido;
  • A cidade onde a universidade está localizada;
  • O número de vagas destinado a políticas afirmativas (ou cotas);
  • O nível de desempenho dos concorrentes no Enem;
  • O número geral de vagas disponíveis – que faz com que, muitas vezes, cursos com um número grande de vagas, como Direito e Administração, possam vez ou outra aparecer entre alguns dos mais fáceis de entrar do Sisu;
  • A popularidade do curso – que está relacionada diretamente à procura.

No geral, podemos dizer que os cursos menos concorridos do Sisu são principalmente os de licenciatura e os cursos superiores de tecnologia (CST). Para te ajudar, reunimos uma lista com as graduações que apresentaram nota de corte abaixo da média nas últimas edições do Sisu. Confira:

  • Química
  • Física
  • Matemática
  • Ciências Biológicas
  • Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia
  • Ciências Exatas
  • Ciências da Natureza
  • Letras – Português
  • Letras – Português e Espanhol

Simulador do Sisu

Como a classificação divulgada pelo Sisu é uma parcial, de acordo com o número de vagas e a quantidade de inscritos em uma opção de curso, fazer a simulação da sua nota é uma ótima opção. O Pravaler possui uma ferramenta gratuita e disponibiliza o simulador do Sisu para você conferir suas chances de aprovação na faculdade dos seus sonhos.

Cta Simulador Sisu 600x148

Universidades menos concorridas no Sisu

O Sisu é o processo seletivo que distribui vagas em universidades públicas e institutos federais de educação. É, sem dúvida, o mais concorrido do país e o que exige as maiores notas, mas há sempre algumas exceções.

Veja as instituições que em processos seletivos recentes registraram as menores notas de corte para o ingresso em alguns cursos.

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT)
  • Universidade Estadual do Piauí (UEPI)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Fundação Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Universidade do Estado de Mato Grosso (UEMT)
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá (IFAP)
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa)

Não passei no Sisu, e agora?

Não se desespere! Existem outras formas de entrar no ensino superior sem ser pelo Sisu. Mesmo escolhendo um curso menos concorrido, pode ser difícil conseguir uma vaga na universidade pelo Sisu. Para quem teve pontuação abaixo de 500 pontos no Enem então, a situação fica realmente complicada.

Confira abaixo quais são as alternativas para estes casos.

Lista de espera do Sisu

A lista de espera do Sisu é destinada a candidatos que não foram aprovados em nenhuma das opções de cursos no programa. Trata-se de uma segunda chance, em que as vagas que não foram preenchidas ficam à disposição daqueles que ainda não foram selecionados.

Portanto, quem prestou o vestibular, conferiu o resultado do Sisu e não foi aprovado de primeira, ainda tem uma esperança de conseguir a tão sonhada vaga em uma universidade pública através da lista de espera do programa.

Vestibulares

A forma mais famosa de entrar na faculdade é pelo vestibular. Essa modalidade permite fazer uma avaliação do preparo de cada estudante para dar os primeiros passos no ensino superior.

Prouni

Uma alternativa para quem não passa no Sisu é tentar o Prouni (Programa Universidade para Todos), criado pelo governo federal para oferecer bolsas de estudos em faculdades privadas. Entretanto, o Prouni também seleciona os candidatos pela nota do Enem e as notas de corte podem ser altas, dependendo da vaga. Além disso, há critérios socioeconômicos para ter direito às bolsas.

Após a inscrição, o candidato pode conferir o seu resultado do Prouni na página oficial do programa assim que for liberado. Em caso de aprovação, será necessário comprovar o interesse pela bolsa de estudos e seguir com o processo de apresentação da documentação.

Fies

O Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é outro programa do governo, que concede financiamentos a juros baixos em cursos privados presenciais. No Fies também há notas de corte, que variam conforme o curso, e critérios de renda familiar para obter um financiamento.

Tanto o Prouni quanto o Fies têm como pré-requisitos de inscrição pontuação média a partir de 450 pontos e nota maior que zero na redação do Enem. É importante estar atento ao calendário e resultado do Fies para não perder nenhuma oportunidade.

Pravaler

O Pravaler é o maior programa de financiamento estudantil privado do país. O objetivo principal é ajudar os alunos a parcelarem o valor da mensalidade de uma faculdade de forma mais fácil em cursos de graduação, pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado, MBA) ou de nível técnico – presencial ou EAD.

O funcionamento é muito simples: é possível pagar as mensalidades com um tempo maior e um valor menor, sem burocracia e sem tantas exigências como os programas do governo federal. Com isso, o aluno uma paga parte do valor das mensalidades durante o curso e uma parte depois de formado.

A taxa de juros pode até ser zero, dependendo da faculdade escolhida e o financiamento pode ser usado para parcelar diferentes cursos, inclusive aqueles que normalmente custam uma fortuna por mês, como Medicina. Basta se cadastrar no site e seguir algumas orientações básicas.

Dá também para usar o programa junto com outros benefícios. Se você tem, por exemplo, uma bolsa parcial que cobre metade do valor das mensalidades, poderá conseguir parcelar a outra parte com o Pravaler. E tem mais facilidades:

  • Pode ser solicitado o ano todo, a qualquer momento.
  • Não é preciso ter feito o Enem para participar.
  • Não é preciso ter feito o ensino médio em escola pública.
  • O crédito é aprovado na hora, em um clique.

CTA Simulador Sisu

Texto escrito por: PRASABER
x

As principais notícias sobre educação na sua caixa de e-mail. Cadastre-se já!

Saiba mais

Pesquisar

Artigos Relacionados

X Assine nossa newsletter