ProUni 2019: guia completo sobre o ProUni

Por useradmin

ProUni 2019: guia completo sobre o ProUni

Vai tentar conseguir uma bolsa por meio do Prouni e quer saber todos os detalhes sobre esse programa? Acompanhe nosso artigo e já comece a planejar o seu sonho de entrar na universidade!

O que é ProUni?

O Programa Universidade para Todos, o Prouni, é uma iniciativa do Governo Federal criada em 2014 que oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições particulares de ensino para estudantes de baixa renda e que não possuem formação superior.

Para muitos estudantes, o Prouni pode ser o único recurso para ter acesso à universidade e competir de forma mais justa no mercado de trabalho.

Como funciona?

Os estudantes podem concorrer a dois tipos de bolsas de estudo no Programa: a bolsa integral, com 100% de desconto na mensalidade; e a parcial, que oferece 50% de desconto nos encargos pagos à universidade.

Para obter as bolsas, o estudante escolhe a modalidade de desconto conforme sua renda familiar e outros critérios socioeconômicos considerados pelo programa. Ele pode optar por cinco instituições particulares de ensino superior, cursos, turnos e habilitações disponíveis no programa.

Na etapa seguinte, o Sistema do Prouni (SisProuni) faz a classificação de acordo com a nota obtida no Enem do ano anterior e as opções escolhidas pelos estudantes. A nota que o Prouni considera é a média das notas das provas de redação e conhecimentos gerais, ou seja, a soma das duas notas divididas por dois.

A terceira etapa é a checagem das informações que o estudante prestou durante as inscrições, em que ele comparece nas instituições de ensino escolhidas com os documentos que comprovem que os dados fornecidos são verdadeiros.

A última etapa é a seleção feita pelas instituições, que podem encaminhar os candidatos a um processo seletivo próprio. Caso sejam aprovados, os alunos serão inseridos no programa.

O bolsista do Prouni deverá, durante o curso, apresentar aproveitamento acadêmico de, no mínimo, 75% (setenta e cinco por cento) nas disciplinas cursadas e cada período letivo do curso. Se o aproveitamento foi inferior ao mínimo, o coordenador do Programa poderá entrar em contato com o responsável pela disciplina onde houve a reprovação e autorizar a continuidade da bolsa.

Essa autorização, porém, pode ser solicitada apenas uma vez e caso o aluno apresente novamente um desempenho abaixo da média exigida, ele perderá o benefício.

Como se inscrever no ProUni 2019

As inscrições do Prouni 2019 serão em fevereiro, entre os dias 6 e 9, no site do Programa. Pra ajudar você nesse processo tão importante, fizemos esse passo a passo pra você não se perder. Acompanhe!

      1. Acesse o site do Prouni e, em seguida, vá até “Fazer inscrição”. Nessa etapa, você vai precisar informar seu número de inscrição e a senha utilizada no Enem para acessar a área logada do site.
      2. Escolha, entre os cursos oferecidos, duas opções em ordem de preferência. A primeira opção escolhida será prioritária e caso o aluno não seja selecionado na primeira, passa a concorrer com a segunda. É possível alterar suas escolhas durante o período de inscrição.

    Inscrições no Prouni PRAVALER

    1. Ao finalizar todo o processo no site, os participantes deverão aguardar a divulgação da lista de selecionados. Nesse caso, o Prouni deveá entrar em contato para esclarecer quais serão os próximos passos.
    2. Caso não seja selecionado, ainda é possível entrar na lista de espera ter uma nova chance de entrar em um dos cursos escolhidos. Não desanima, combinado?

    Quem pode participar?

    O Programa tem algumas condições para que o estudante entre na concorrência para uma das bolsas oferecidas. Confere aqui para saber se você está apto para fazer a inscrição:

    • Ter participado do Enem no ano anterior ao processo seletivo do Prouni e obter a nota mínima de 450 pontos na média das provas, além de não ter zerado na redação.
    • Ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.

    Além disso, deve satisfazer a uma das condições abaixo:

    1. Ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em escola privada com bolsa integral da instituição;
    2. Ter cursado o ensino médio parcialmente em escola pública e parcialmente em escola privada com bolsa integral da instituição;
    3. Ser pessoa com deficiência;
    4. Ser professor ativo da rede pública de ensino, integrando o quadro de professores da escola, e concorrer a vaga no curso de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesse caso, não é considerada a renda familiar per capita.

    ProUni é só para quem fez Enem?

    Sim, uma das principais exigências para concorrer à bolsa é ter participado do Enem no ano anterior à candidatura no Programa. Para integrar a edição de 2019, você deve ter realizado o Enem em 2018.

    Qual a data de inscrição?

    As inscrições para a edição de 2019 do Prouni serão entre os dias 6 e 9 de fevereiro.

    Documentos necessários para inscrição

    Para se inscrever no programa, você só precisa do número de inscrição e a senha do Enem mais recente. Dessa forma, para se candidatar no Prouni 2019, deverá fornecer os dados do Enem 2018.

    Na hora da inscrição, que é feita totalmente online, nenhum outro documento é solicitado. Porém, é importante que você já tenha as informações em mãos para preencher os dados que serão pedidos no processo. Esses documentos também serão pedidos na etapa de aferição – quando os seus dados serão conferidos presencialmente. Mantenha-os todos organizados, ok?

    No site do Prouni você pode conferir a lista de tudo o que será pedido durante a sua candidatura.

    Qual a nota de corte do Prouni?

    As notas de corte do Prouni são informadas a partir do segundo dia de inscrição, em que consegue fazer uma média das notas dos candidatos em relação a cada curso. Dessa forma, disponibiliza a menor nota possível para conseguir a vaga escolhida.

    Você pode consultar as notas de corte diariamente durante as inscrições e avaliar se tem chances ou não de conseguir a bolsa para o curso escolhido – caso não tenha atingido a nota mínima, pode mudar de opção até o fim do período de inscrição.

    É importante lembrar que você só poderá se inscrever no programa caso tenha média mínima no Enem de 450 pontos na prova e nota maior que zero na redação.

    Cotas do Prouni

    O Prouni possui reserva de vagas – ou cotas – em seu processo seletivo para pessoas com deficiência e autodeclarados negros, pardos ou indígenas. Os candidatos que se encaixam nesses grupos também devem se enquadrar nos outros critérios de seleção do programa.
    Sistema de cotas do Prouni PRAVALER

    Aplicativo do Prouni

    Você pode fazer o download do aplicativo do Prouni aqui e ter acesso as classificações parciais e notas de corte, além de ver o seu resultado final e a lista de pré-selecionados, direto em seu smartphone.

  1. App oficial do prouni - PRAVALER

  2. Prouni vagas remanescentes

    O Prouni disponibiliza para os candidatos que não foram selecionados mais uma chance para conseguir a tão sonhada bolsa de estudos. As vagas remanescentes são aquelas que não foram preenchidas na seleção regular e ainda estão disponíveis no sistema.
    Vagas remanescentes do Prouni PRAVALER

    As inscrições para as bolsas remanescentes começam quando todas as chamadas do Prouni já foram realizadas. Nessa fase, os estudantes que não tenham feito a última edição do Enem podem participar, desde que tenham feito a prova a partir de 2010, atingido a média mínima de 450 pontos na prova e nota maior que zero na redação.

    Sem dúvida, é uma oportunidade de ouro para quem não conseguiu passar nas chamadas regulares ou não fez o último Enem. Se for o seu caso, fique atento às datas que vão ser divulgadas pelo Ministério da Educação.

    Resultado do Prouni

    O processo seletivo do segundo semestre de 2019 terá duas chamadas com os candidatos pré-selecionados: a primeira será divulgada no dia 18 de junho de 2019 e a segunda em 02 de julho de 2019. Os resultados podem ser conferidos no site do Prouni e nas instituições de ensino que participaram do programa.

    Se for pré-selecionado, o aluno deve ir até a instituição no período divulgado pelo programa com os documentos que comprovem os dados que informou na ficha de inscrição.

    O prazo para comprovação das informações dos candidatos que foram selecionados na primeira chamada vai de 18 a 25 de junho de 2019. Para a segunda chamada, o prazo vai de 02 a 08 de julho de 2019.

    Lista de espera

    Os alunos que não foram classificados em nenhuma das chamadas ainda têm chance de receber sua bolsa de estudo. Se esse for o seu caso, após o período de convocação dos dois primeiros grupos, não deixe de manifestar o interesse em permanecer na lista de espera nas instituições em que se inscreveu, já que elas deverão chamar novos estudantes para ocupar as vagas eventualmente não preenchidas.

    Quais os critérios de desempate?

    O desempate entre os candidatos com a mesma média das notas do ocorre de acordo com estes critérios, em ordem de importância:

    • Quem foi melhor na redação.
    • Quem foi melhor na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias.
    • Quem foi melhor na prova de matemática e suas tecnologias.
    • Quem foi melhor na prova de ciências da natureza e suas tecnologias.
    • Quem foi melhor na prova de ciências humanas e suas tecnologias.

    Quais faculdades participam do Prouni?

    Você pode consultar a lista de cursos e instituições participantes do programa na lista divulgada pelo Ministério da Educação aqui.

    Bolsas com o Prouni

    Sabia que o Prouni, além da bolsa de estudo, ainda pode ajudar com uma forcinha extra para que o aluno possa continuar com seus estudos? Vamos explicar tudo aqui, confira!

    Bolsa Permanência

    A Bolsa Permanência do Prouni é um incentivo criado pelo Governo Federal para que os bolsistas integrais possam receber um auxílio financeiro extra para continuar a estudar sem sacrificar o orçamento familiar.

    Como conseguir a Bolsa Permanência?

    Para ter acesso a esse direito, é preciso ser um bolsista integral do Programa e estar matriculado em um curso presencial, com duração de pelo menos seis semestres e seis horas diárias de aula.

    Como é feita a seleção de bolsistas?

    Quem está nesse perfil irá passar por uma seleção mensal, que depende do orçamento do Ministério da Educação. Os estudantes aprovados para receber o auxílio deverão abrir uma conta corrente individual no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. Em seguida, deverão ir até a coordenação do Prouni na própria instituição em que está matriculado, levar seu documento de identidade, CPF e comprovante bancário para que seja efetivado o cadastramento no Sistema do Prouni.

    Cancelamento da bolsa

    A Bolsa Permanência pode ser encerrada quando:

    • A bolsa do Prouni for encerrada;
    • Quando o curso não se enquadra nos critérios estabelecidos pelo programa;
    • Quando o estudante utiliza os recursos para outra finalidade que não faça parte de suas despesas educacionais;
    • Se for constatada falsidade na informação prestada pelo estudante;
    • Se for a pedido do beneficiado.

    Transferência de bolsa

    Os alunos beneficiados pelo Prouni podem fazer a transferência, a qualquer momento, da bolsa para outra instituição ou curso da mesma área do conhecimento. O processo não precisa da intermediação do MEC e é feito entre as universidades. Poderá ser solicitando quando:

    • As instituições de origem e destino estão de acordo com a transferência;
    • A instituição e o curso de destino estejam credenciados no Prouni;
    • Exista vaga no curso de destino.

    Quem vai fazer a transferência deve acessar a página do SisProuni e realizar o processo por lá, sendo mediado pelas instituições envolvidas.

    Transferência para universidades públicas

    Se o estudante deseja fazer a transferência para uma universidade pública, deverá passar pelas regras de ingresso na própria instituição – fazendo o vestibular tradicional, solicitando transferência externa ou se inscrevendo no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

    Transferências que não são permitidas no Prouni

    Os alunos que recebem a bolsa integral não podem solicitar a transferência para uma universidade ou curso com vagas para bolsas parciais e vice-versa, ou seja, a vaga do curso de destino deve ser na mesma modalidade de bolsa que o estudante foi beneficiado.

    Além disso, o tempo de conclusão do novo curso não pode ser maior do que o período da bolsa. Se ela tem a duração de oito semestres e o aluno já cursou seis, o novo curso escolhido não pode ter o prazo de término maior do que dois semestres.
    Outro tipo de transferência não permitida se referem a bolsas concedidas por decisão judicial.

    Como fazer o encerramento da bolsa do Prouni

    Se por alguma razão você precisar fazer o cancelamento da bolsa do Prouni, entre em contato com o departamento responsável dentro da instituição para dar entrada nesse processo.

    Diferença entre Prouni e Sisu

    O Sisu e o Prouni têm muitas diferenças em seus processos e também em relação ao objetivo do estudante: enquanto o primeiro é destinado ao ensino superior público e seleciona os candidatos que tiveram um desempenho melhor do Enem, dispensando a necessidade de fazer o vestibular tradicional, o Prouni utiliza a mesma nota para oferecer bolsas de estudos para estudantes que ingressarem em instituições privadas.

    Os critérios de ambos para classificar seus estudantes também diferem bastante. Para participar do Sisu, o aluno deve apenas ter realizado o Enem no ano anterior ao processo em que aplicará e ter atingido a nota mínima na prova – 450 pontos – e não ter zerado na redação.

    Já o Prouni tem mais exigências para participar do processo, além do desempenho mínimo no Enem. O aluno deve ter renda per capita de até um salário mínimo e meio para concorrer às bolsas integrais e até três salários mínimos para concorrer as bolsas parciais, além de não possuir nenhuma graduação anterior – exceto para professores da rede pública que farão a licenciatura em sua área de ensino.

    Diferença entre Prouni e FIES

    O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Prouni se destinam às universidades privadas, mas são diferentes em pontos importantes. Em vez de disponibilizar bolsas de estudo integrais e parciais para os melhores classificados no programa, como ocorre no Prouni, o Fies facilita o pagamento das mensalidades por meio de um financiamento desses encargos, que podem se estender pelo dobro do tempo da graduação.

    Assim como o Prouni, o Fies também exige a nota mínima de 450 pontos no Enem e nota maior que zero na redação, além de limite de renda per capita, que pode ser um pouco mais alta nesse caso.

    Diferença entre Prouni e PRAVALER

    Ambos são destinados as universidades particulares. Porém, o PRAVALER não oferece bolsas de estudos, mas um parcelamento das mensalidades com taxas de juros muito baixas. O PRAVALER tem semelhanças com o Fies, mas possui critérios muito menos rígidos para a aprovação do financiamento.

    O que é o PRAVALER?

    O PRAVALER é um programa de crédito universitário que funciona em parceria com centenas de instituições de ensino privadas em todo Brasil, oferecendo aos alunos o financiamento de suas mensalidades a juros baixos.

    O parcelamento com o PRAVALER permite que o aluno estenda o prazo para quitação do curso escolhido no dobro do tempo de sua graduação. Em um curso de 5 anos, por exemplo, o estudante paga metade das mensalidades enquanto estuda e a outra metade após o término, no mesmo tempo de duração. Dessa forma, ele terá 10 anos para terminar de pagar os encargos da universidade.

    Apesar de ser muito parecido com o Fies, o PRAVALER tem pouquíssimas exigências para que o estudante possa conseguir o benefício, já que as vagas são ilimitadas e não existe nenhum critério de classificação para ser aprovado.

    Sem dúvida, o PRAVALER é uma opção cheia de vantagens para quem precisa de um empurrãozinho para seguir com os estudos e ter melhores oportunidades de carreira. Mais de cem mil pessoas já foram beneficiadas em todo o país.

    Como funciona?

    O PRAVALER é um financiamento sem burocracia e pode ser solicitado a qualquer época do ano. Dá uma olhada neste passo a passo para você contratar:

    1. Cadastre-se no site do PRAVALER e informe seu CPF. Nesse momento, você já descobre se tem crédito pré-aprovado para se inscrever no financiamento,
    2. Depois, informe seus dados pessoais e siga as orientações da página para continuar a contratação.
    3. Envie a documentação solicitada pelo site – já tenha seus documentos em mãos para facilitar.
    4. Ao finalizar o cadastro, a universidade escolhida tem até 90 dias para responder a sua solicitação, já que ela precisará confirmar seus dados, verificar seu histórico escolar, etc.
    5. Assim como em qualquer crédito estudantil, o aluno deve apresentar um fiador para atestar a capacidade de pagamento das parcelas.

    Quem pode solicitar o Financiamento?

    Qualquer pessoa com segundo grau completo pode ter acesso ao financiamento, e não é necessário estar matriculado em uma universidade para fazer a análise de crédito. Além disso, você não precisará fazer nenhuma prova e nem será submetido a critérios classificatórios. Muito fácil, né?

    Dúvidas frequentes sobre o Prouni

    Ainda tem dúvidas sobre o Prouni e quer entender de vez como ele funciona e se você pode se inscrever no programa? Continue acompanhando!

    Quais os tipos de bolsa oferecidos pelo Prouni?

    O Prouni oferece dois tipos de bolsa: parcial, destinada a quem tem renda familiar por pessoa de até três salários mínimos e destina 50% de desconto nas mensalidades; e a integral, com 100% de desconto para estudantes com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio.

    Quais as instituições e cursos participantes do Prouni?

    Durante as inscrições, você pode consultar as faculdades participantes do programa e os cursos e turnos oferecidos.

    É preciso fazer o vestibular da instituição para concorrer a bolsas do Prouni?

    Não. O candidato à bolsa do Prouni não precisa fazer o vestibular ou estar matriculado na universidade que pretende se matricular, mas ele pode ser submetido a um processo seletivo da instituição caso seja pré-selecionado. Essa prova será isenta de qualquer taxa e o aluno pode consultar essa informação no momento da inscrição.

    É possível escolher qualquer curso em qualquer instituição?

    Sim, desde que a universidade escolhida seja participante do Prouni. No momento da inscrição, o estudante poderá escolher as opções de curso, turno e instituição que estarão disponíveis.

    Fique atento às exigências especificas para cada curso, já que algumas podem pedir alguns documentos além dos que são solicitados normalmente.

    Como calcular a renda familiar bruta mensal por pessoa?

    Calcular a renda familiar por pessoa é bem fácil: é só considerar quanto dinheiro (salário bruto, sem descontos) entra em sua casa todos os meses, de todas as pessoas que trabalham. Depois, some tudo e divida pelo número de pessoas que moram com você. Pronto! Pra ficar mais claro, dá uma olhada nesse passo a passo:

  3. descrição para calcular renda percapta para o PFIES

  4. Como saber os resultados da pré-seleção do Prouni?

    Os resultados da seleção do Prouni podem ser acessados no site do MEC, pelo telefone 0800.616161 e também pelas instituições participantes do Programa.

    Como proceder após ter sido pré-selecionado?

    Se for aprovado, vá até a instituição em que foi pré-selecionado levando os documentos que comprovem as informações prestadas na hora da inscrição. Fique de olho nos prazos e documentos que serão exigidos na apresentação!

    E se não houver formação de turma para o curso em que o candidato foi pré-selecionado?

    Se não houver número mínimo de alunos para formação da turma, o candidato que se inscrever para essa vaga será reprovado. Mas fique calmo! Os candidatos reprovados continuam concorrendo na chamada seguinte e, caso não sejam chamados, podem manifestar interesse na lista de espera.

    O candidato que não for pré-selecionado na primeira chamada ainda tem chance?

    Sim! Ele concorrerá a uma vaga na próxima chamada e, caso não seja selecionado, pode manifestar interesse na lista de espera.

    O candidato que se inscreveu no Sisu também pode se inscrever no Prouni?

    Sim! Porém, como os benefícios são voltados para modalidades de universidade diferentes – o Sisu para instituições públicas e o Prouni para particulares – deverá optar por um dos dois benefícios.

    E se o candidato contemplado com uma bolsa de 50% não puder pagar a outra metade da mensalidade?

    Caso não consiga custear a bolsa parcial, o aluno poderá utilizar o Fies para financiar a parte da mensalidade não coberta pelo benefício. Nesse caso, não é preciso apresentar fiador e a universidade deve ser participante do Fies.

    Quer saber mais sobre o Prouni e outros benefícios para ajudar você na sua carreira universitária? Continue acompanhando nosso blog!

Compartilhar
Categoria: ProUni

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.