Como economizar dinheiro sendo estudante


A vida universitária nem sempre é fácil como pode parecer. Entre as inúmeras dificuldades estão os custos com materiais, moradia e até transporte. Por isso é importante pensar em como economizar dinheiro sendo estudante.

Em muitos casos, o jovem precisa se desdobrar para dar conta dos estudos e ainda garantir renda para passar o mês. Alguns conciliam o emprego com o estudo, outros, se viram como podem para garantir as contas em dia.

Independentemente de qual for o seu caso, reunimos aqui algumas dicas especiais para ajudar na sua economia.

Comece se organizando

Qualquer pessoa que precise guardar dinheiro deve começar pela organização. Isso diz respeito ao hábito de registrar despesas e de definir metas.

Você pode usar um caderno ou contar com recursos mais sofisticados, como os aplicativos para celular. De qualquer forma, o ideal é que passe ao menos um mês registrando todas as suas entradas e saídas para que passe a controlar melhor esse processo.

No caderno ou no aplicativo, crie uma coluna onde serão anotadas as receitas e despesas. Ao lado, insira os valores e suas respectivas datas. Você também poderá criar grupos para os gastos. Assim, por exemplo, se pagou um almoço no restaurante e comprou comida no mercado, pode enquadrar essas despesas no grupo de alimentação.

Consequentemente, você terá como identificar suas despesas e controlá-las adequadamente visando gerar lucro.

Feito isso, será possível criar metas para o seu dinheiro. É nessa lógica que surgem os investimentos. Falaremos sobre o assunto mais adiante.

Saiba o que deve ser cortado

Uma vez que você passa a anotar suas movimentações financeiras, já tem como classificar os gastos. A dica aqui é se concentrar nas despesas que têm a ver com o seu estilo de vida, ou seja, aquelas que não são prioritárias.

Quando você tem o controle sobre cada centavo que sai do seu bolso e divide os gastos por grupos, fica mais fácil enxergar os desperdícios. Isso é muito importante, pois impede você de fazer cortes que podem comprometer questões essenciais na sua vida sem ter a certeza de que existem alternativas para isso.

Outra sugestão é criar oportunidades. Se você almoça em restaurantes, talvez seja mais viável preparar a própria comida para gastar menos. Caso estude em uma faculdade que disponibilize um restaurante universitário, o chamado “bandejão”, considere a possibilidade de comer nesse ambiente para economizar ainda mais.

Adote esse raciocínio para qualquer gasto que envolva a faculdade: existe um livro caro que é importante para os seus estudos? Experimente usar a biblioteca da sua instituição. Dependendo da estrutura que ela oferece, você pode encontrar o que precisa lá dentro e passar o tempo que for necessário para estudar sem ter que gastar mais do que pode.

Neste ponto, fique atento ao que cada instituição oferece, pois uma boa estrutura certamente é um diferencial importante na formação de qualquer profissional. Assim você tem como economizar dinheiro sendo estudante somente adaptando a sua rotina.

Defina suas metas

Você pode organizar seus gastos de maneira mais criteriosa. Uma sugestão é adotar a regra dos 40-15-35, na qual você usa 50% do dinheiro que recebe para gastos tidos como essenciais. É nesse espaço que você deve pensar no que é realmente necessário para o seu dia a dia. Isso diz respeito a questões como moradia, transporte, alimentação e outras contas como luz e água.

Outros 15% são destinados a prioridades financeiras, ou seja, o pagamento de dívidas ou a geração de renda. Tenha em mente que se você deve alguma coisa, quitar essa dívida deve ser a sua prioridade. Somente então será possível começar a compor sua reserva de emergência e visualizar outros objetivos de investimentos de curto, médio e prazo.

Os 35% restantes são aquilo que você gasta com o que te dá prazer. Pode ser diversão, esporte, arte ou qualquer coisa que não seja mais importante do que os gastos anteriormente citados.

Repense seus hábitos de rotina

A importância de estabelecer metas de gastos é enorme para qualquer pessoa, mas ela é especialmente relevante para o estudante porque, com critérios definidos, ele pode fazer melhor uso das soluções que a própria faculdade oferece.

Pense em uma instituição que disponibiliza moradia estudantil, com bandejão e espaço próprio para estudos com acesso a rede Wi-Fi e o conjunto de livros necessários para as matérias da grade. Esse lugar certamente oferecerá diferenciais para o aluno em relação a outras instituições. Por isso, o ideal é que você escolha a sua faculdade pensando também naquilo que ela oferece como benefícios para que você não tenha gastos excessivos. Caso a sua faculdade tenha algumas dessas vantagens ou todas, não deixe de aproveitá-las.

Se você mora longe de onde estuda e conhece alguém que tem carro, pode ser interessante propor uma parceria com essa pessoa, na qual vocês dividem o combustível em troca da carona. Essa é a essência da economia compartilhada que gerou soluções como o Uber e o 99 Táxis. Do ponto de vista de quem precisa gerar economia, é algo muito interessante a ser feito.

Saiba como preparar a própria comida

Sem o bandejão, o ideal é cozinhar em casa. É muito mais barato preparar a própria comida do que comprar ela pronta na rua. Além disso, caberá a você escolher os ingredientes, o que pode tornar a sua dieta mais saudável.

Quer uma sugestão sobre como economizar dinheiro sendo estudante e tendo pouco tempo à disposição? Reserve um dia para preparar o arroz e o feijão para consumir ao longo da semana, guarde na geladeira e nos dias seguintes esquente a comida.

A internet está cheia de receitas que ajudam você a fazer os mais diversos pratos. Tire um tempo para planejar a sua alimentação e acredite que a prática leva à perfeição. Mesmo que você não saiba cozinhar, sempre há tempo de colocar a mão na massa e aprender novas habilidades.
Uma dica é comprar frutas, sanduíches e barras de cereais para comer durante o dia. Quando comprados em maior quantidade eles tendem a ser mais baratos. Além disso, comendo bem durante o dia, você não terá que fazer tanta comida quando estiver em casa.

Como conseguir renda sendo estudante

Caso a situação esteja apertada e mesmo com as dicas apresentadas você não tenha como colocar suas contas em dia, pode ser a hora de procurar uma fonte de renda extra.

Nesse caso, é preciso ter cuidado para não deixar que suas atividades profissionais comprometam os seus estudos. Para tanto, considere algumas atividades que podem ser feitas paralelamente ao seu curso.

Revenda de produtos

Essa é uma possibilidade interessante para quem convive com muitas pessoas no dia a dia. Você pode levar o catálogo e revender produtos dos mais diferentes tipos para os seus colegas na faculdade. É possível ser revendedor de eletrônicos, produtos de beleza, acessórios, entre outros.

Se preferir, você pode atuar online, trabalhando em plataformas como o Mercado Livre e o Ebay.

Freelancer

Dependendo do tipo de atividade que você faz, o trabalho de freelancer pode ser até um complemento do seu curso. Com a tecnologia, as pessoas conseguem fazer os mais diferentes trabalhos na rede e ganhar um bom dinheiro com isso. É o caso de designers, que já na graduação podem conseguir seus primeiros clientes.

Estudantes que atuam com mídias sociais, redação publicitária, vídeos, entre outros, também podem seguir por esse caminho.

Aulas particulares

Também é muito comum que estudantes de graduação usem seus conhecimentos para ajudar alunos que estão em etapas anteriores de sua formação. Se você está no ensino superior, certamente terá condições para ajudar quem está no ensino fundamental e médio. Aulas de matérias como História, Biologia, Matemática e Inglês são sempre solicitadas por alunos com notas mais baixas.

É possível também criar cursos online em plataformas específicas para isso.

Cursinhos

Pode ser interessante procurar os cursos preparatórios próximos de você para dar aulas ou para tirar dúvidas dos alunos nos chamados plantões. Muitas dessas iniciativas não são remuneradas, pois trabalham com o conceito de voluntariado, entretanto, isso não é uma regra. Dando aulas de maneira remunerada, você tem como economizar dinheiro sendo estudante sem que essa atividade tire o seu foco.

Estágios

O estágio é o ofício com maior alinhamento com o curso entre as atividades possíveis. Isso porque o estágio é legalmente tido como uma atividade escolar, ou seja, ele precisa ter um objetivo educacional. Ainda assim, muitas empresas remuneram seus estagiários como forma de atrair e reter novos talentos. Sendo assim, fique atento a essas possibilidades para aproveitar as melhores vagas.

Livros sobre como economizar dinheiro sendo estudante

Para se aprofundar no tema, confira algumas recomendações.

A nova regra do jogo, de Rafael Paschoarelli

Capa do livro a regra do jogo de Rafael Paschoarelli

É uma obra importante para que você entenda que faz parte de um sistema e que é preciso compreender seu funcionamento para não ser enganado. O autor apresenta agentes como os bancos, corretoras e até lojas como os grandes beneficiários do problema da falta de informação. Leitura interessante para você saber lidar com questões como dívidas, negócios e patrimônio.

Trabalhe 4 horas por semana, de Timothy Ferriss

Capa do livro Trabalhe 4 horas por semana de Thimoty Ferriss

Tem um título que pode parecer sensacionalista, mas é um trabalho que traz uma análise racional a respeito de hábitos e iniciativas de quem quer se destacar financeiramente. A obra trata de estilo de vida e trabalho. Nela, Timothy Ferriss faz uma proposta de reflexão que sugere um melhor entendimento do uso do tempo e da produtividade.

Seu futuro financeiro”, de Louis Frankenberg

Capa do livro seu futuro financeiro de Louis Frankenberg

É para quem quer saber mesmo onde cortar gastos. No livro, o autor apresenta uma extensa lista de possibilidades que permitem ao leitor fazer melhor uso do seu dinheiro.

Existem também autores conhecidos que certamente são recomendados quando falamos de finanças. Entre eles estão Gustavo Cerbasi, Benjamim Graham e T. Harv Eker, com um conjunto de obras muito interessantes sobre o tema.

Enfim, mesmo sendo difícil, o fato é que economizar dinheiro sendo estudante não é impossível. Coloque em prática as dicas aqui apresentadas e procure ir além, usando os livros citados como referência. Tudo isso ajudará você a agir de maneira organizada para alcançar melhores resultados.

Entendeu como economizar dinheiro sendo estudante? Então confira também “vestibular: saiba tudo sobre o exame”.

Compartilhar
Categoria: Economia
Tags: ENEM ENEM 2019

Pesquisar

Quero receber notícias do PRAVALER

Preencha o campo abaixo com seu e-mail e fique sabendo tudo sobre o PRAVALER em primeira mão.